13 de dez de 2007


  Resposta ao post de baixo

    Giba, concordo com certas coisas. Acredito que deve haver uma melhor valorização de nossa cultura, acredito que ficar "pagando pau" para um país SEM cultura, controlado por marionetes hipócritas não será algo bom para o futuro do Brasil. Acredito sim, que o natal poderia ser diferente, invés de neve, sol e praia, invés de troca de presentes, uma troca de afeto. E acho que por mais difícil que pareça existir, isso acontece! Não acho que o Papai Noel deva ser morto (só pelo fato de ele ser um porco capitalista criado por uma empresa multinacional, que acredito um dia junto com outras poucas empresas deverá conquistar o mundo, se já não dominou é claro), acho que é bom manter uma figura para as pessoas acreditarem, assim como Jesus. Quer dizer, quantas crianças vão ao shopping só para ver o "bom velhinho"? Não acho que o espiríto natalino morreu, ou se perdeu, na verdade para mim ele nunca existiu, afinal, ele foi criado justamente para sustentar o capitalismo. Mas acho que podemos "criar" um espírito natalino, cultivá-lo e exercê-lo não só no natal, mas no dia-a-dia.

Que final mais clichê não é?
Ok, vou mudá-lo...

...Quer dizer, quantas crianças vão ao shopping só para ver o "bom velhinho"? Acho que o espírito natalino é o capitalismo puro, e aquele gordo barbudo de vermelho um filha da puta que só sabe tomar Coca-Cola, então gurizada, vamos tomar Antártica (os menores podem tomar Guaraná Antártica) e mostrar o dedo do meio para aquele porco filha da puta do papai noel. Noel, chera meu saco...



E é por isso que estou lançando uma nova campanha: "Eu quero um país melhor, foda-se o papai noel".

   Postado por caco às 14:17 -
   



2008
Março
Fevereiro
Janeiro
2007
Dezembro
Novembro
Outubro


Álbum do Humba
Interney
Blogarama
Arte do Nando
Retrato Caranguejo
Blog do Teixeira

Uêba - Os Melhores Links



Haznos Blog



zion beck



Pingar o BlogBlogs
Divulgue o seu blog!
Add to Technorati Favorites
Humor blogs

E receba mais humor no seu e-mail:






Gostou? Divulgue.
 
Seja um Parceiro